Campanha do Agasalho

Compartilhe

Promover a solidariedade e a fraternidade e plantar essa semente no coração dos nossos alunos é também formá-los e educá-los para a vida.

Em junho deste ano, foi realizada uma campanha de arrecadação de agasalhos em nossa escola. Como funcionou? Para a realização da Copa Junina do Gustim, foi solicitado um agasalho em troca de um ingresso para participar do evento.

A ação, movimentada pelo DEPAS em parceria com a equipe pedagógica, mobilizou toda a escola e, com isso, foi arrecadado cerca de 700 peças de vestuário. Em todos os anos, nas festas juninas, é realizada uma campanha de arrecadação para doações, e neste ano, já pensando no inverno daqueles que não tem com o que se aquecer, decidiu-se recolher esse material para doação.

A Instituição escolhida para receber os donativos foi o Vicariato Episcopal, especificamente para a Ação Social de Belo Horizonte (Pastoral de Rua). O Vicariato estabelece uma ampla integração entre a Igreja e a sociedade. Suas ações prioritárias são: inserção nos espaços públicos de participação; consolidação da força institucional da Igreja na participação dos processos de desenvolvimento das políticas públicas; incentivo à participação popular e à mobilização cidadã.

Promovendo a Solidariedade

No dia 03/07, alguns alunos da EPSA foram, junto com DEPAS, visitar o Vicariato Episcopal e entregar as doações. Na visita, os alunos tiveram oportunidade de conhecer sobre as pastorais, seus desafios e esperanças, sobretudo, em relação à Pastoral de Rua.

 

Alunos da EPSA entregam doações“O envolvimento dos nossos alunos e colaboradores com a campanha foi intenso. A troca sugerida era de um agasalho por ingresso, mas muitos disponibilizaram mais peças do que foi solicitado. Conseguimos arrecadar uma quantidade significativa de agasalhos que, com certeza, fará diferença no trabalho das pastorais sociais e os projetos de acolhida aos mais pobres”, conta o coordenador de Formação Humano-Cristã, Thulio Ferreira.

Diante da solicitação social, por solidariedade e amor, com Santo Agostinho, foi vivida a experiência citada na frase de nosso patrono: “A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las”.

 

“O DEPAS busca sempre colaborar com a formação humana dos alunos agostinianos e a solidariedade é um dos pilares que sustenta a nossa missão”, completa Thulio.